main section

main content section

Uso racional do espectro de freqüência

15/09/2005 - Série Estudos

A metodologia a ser aplicada na avaliação do uso de freqüências em território brasileiro já está em poder da Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações. Quem a desenvolveu foi a WiNGS Telecom, empresa brasileira especializada em soluções para telecomunicações sem fio.

O plano do órgão regulador é utiliza-la para estabelecer as condições nas quais poderá requerer a devolução da faixa. A partir daí, poderá até redistribuir o espectro para outra aplicação ou para outras operadoras.

A metodologia que a WiNGS Telecom desenvolveu permite fazer ainda uma avaliação constante do uso das faixas e promover remanejamentos se achar necessário. As condições para a retomada do espectro, que poderão incluir algum tipo de "recompensa" à operadora, também são avaliadas.